sexta-feira, Julho 17, 2009

Promessas em eleições?

"Expansão do Metro até Loures vai custar 565 milhões

A expansão do Metropolitano de Lisboa ao concelho de Loures vai arrancar em 2012 e vai custar perto de 565 milhões de euros aos cofres do Estado, estando previsto o início de funcionamento entre 2014 e 2015.

O projecto consiste na expansão da linha Amarela no corredor Odivelas/Loures/Infantado e da linha Vermelha no corredor Moscavide/Portela/Sacavém, sendo que a obra na linha Amarela, que vai custar 450 milhões de euros, tem data prevista de funcionamento em 2015 e a extensão na linha Vermelha, orçamentada em 115 milhões de euros, tem data de início de funcionamento no segundo trimestre de 2014.

O prolongamento da linha Amarela terá uma extensão de 5,8 quilómetros e vai servir uma população de 66 mil habitantes na área de influência directa. O prolongamento da linha Vermelha, por sua vez, terá um comprimento de 2,5 quilómetros e permite servir uma população de 18 mil habitantes na área de influência directa.

No entender da secretária de Estado dos Transportes, que presidiu à apresentação do plano de expansão, em Loures, a obra explica-se com a intensidade e os fluxos de pessoas, nomeadamente com os "congestionamentos existentes todas as manhãs".

"Aí percebemos exactamente qual é a dimensão das pessoas que querem e que todos os dias necessitam de entrar em Lisboa, portanto das pessoas a quem nós precisamos de garantir o transporte para a entrada em Lisboa", explicou Ana Paula Vitorino aos jornalistas.

Para a governante, esta é, "sem dúvida alguma", uma obra que fazia falta ao concelho de Loures. "É uma obra aliás que tem vindo a ser reivindicada pelas populações de todo este corredor, já há muitos anos, e que faz parte dos planos de expansão do Metro também já há muitos anos", sublinhou.

Sobre o facto de o projecto prever a totalidade da linha em túnel e não à superfície, Ana Paula Vitorino explicou esta opção "mais dispendiosa" por ser a única "fisicamente possível" do ponto de vista orográfico. "Para conseguirmos ter uma ligação entre zonas com cotas muito diferentes só através de uma solução enterrada. Em termos da tecnologia, é a única que nos permite ter uma capacidade de transporte adequada à intensidade dos fluxos de pessoas", explicou a secretária de Estado dos Transportes.

Acrescentou ainda que, em termos de calendário, até 2012 têm de ser feitos os projectos de execução e as avaliações de impacto ambiental."


in http://diariodigital.sapo.pt/

quinta-feira, Julho 16, 2009

Noites...


... esta noite ouço o vazio desta cidade. Que cidade? Um sem alma intenso. O vento não sopra. Mas algo distante não pára. (Des)controlo. Todos queremos um bocadinho... de qualquer coisa. Nem que seja de paz. Para quando? Agora? Um agora visto à lupa ou distante?

segunda-feira, Julho 13, 2009

Good Night, I gotta a feeling...

Don´t you?



Boa noite, boas noites,
Verão está a começar de mansinho...

domingo, Julho 12, 2009

Resposta da Presidente da Junta de Freguesia da Portela

Face ao email que enviei à Dra. Maria Geni Veloso das Neves, esta quase atempadamente, respondeu-me com a comunicação abaixo adicionada. Exponho-a aqui por achar que é não é uma informação pessoal e porque penso ser importante para todos os interessados no tema :
(clicar em cima da foto)


Bom fim de semana,

Gustavo Lima

Isto é como vai ficar.... Av. Descobrimentos - Av. República

Já se consegue perceber que este parque de estacionamento será exactamente igual ao que está do outro lado...



Um passo atrás na humanização da Portela...

Isto é como está neste momento... depois de terem tirados as árvores que lá estavam e ter restado terra e pó..


E assim, do género ficará... alcatrão... cerca de 19 árvores... muito alcatrão.. e calçada portuguesa.. para tudo o que é terra e verde... morrer de vez.






"Não é horroroso, há muito pior". Mas não são essas questões com que me deparo. Deparo-me com... "Está mau, podia ser bem melhor"...

Bom fim de semana...

GNLima

sexta-feira, Julho 03, 2009

Restou terra..


Terra... para por alcatrão em cima...e árvores estandardizadas...
Enfim.

Mas a Portela está toda em obras. Época de eleições....pois bem.
De um extremo ao outro trabalham as maquinas para alisar o terreno, para depois começar a plantar jardins, e fazer mais estacionamentos...menos mal...onde não havia nada fazer crescer. mas onde havia, aproveitar um pouco do que existe e fazer crescer ainda mais...