quinta-feira, março 29, 2007

Dormir!

Quem já não pensou num comprimido que evitasse ter de se dormir cerca de 8 horas? ...dormindo, por exemplo, somente uma hora e perdendo por completo todo o sono, acordando-se bem disposto? Eu já.
Queixo-me do tempo, mas adoro dormir. Mas sei que será um luxo daqui a algum tempo. Um luxo que nem todos poderão ter. Sonhar a dormir será mais difícil que sonhar acordado! O tempo será cada vez menos! Mas será esse caminho que queremos pisar? É esse infelizmente, para onde nos estamos a dirigir enquanto sociedade! Temos escolha? Temos, se não quisermos entrar em concorrência. É possível? Já não, estamos num mundo globalizado.
Os dias continuarão com 24horas,contudo as exigências e o esforço necessário para atingir ou aguentar o nível de vida será cada vez maior. Custará muitas horas de sono a muita gente!
E pronto estou eu aqui acordado. Mas com sono. Com uma ponta de alegria por poder ir dormir. Poder? Poder sim. Dever é que não. Há tanto para aprender. Tanto para descobrir. Tanto para trabalhar. Pois é, se queremos entrar em concorrência temos uma vida muito complicada, mas estando num mundo cada vez mais globalizado e quem não se precaver deparar-se-á mais cedo ou mais tarde com problemas verdadeiros de sobrevivência. Protejamo-nos! O capital conhecimento e a adaptação são a nossa maior arma.
Sobrevivem os mais fortes… já o escreveu há muito Darwin.

2 comentários:

Grau disse...

"Quem já não pensou num comprimido que evitasse ter de se dormir cerca de 8 horas? ...dormindo, por exemplo, somente uma hora e perdendo por completo todo o sono, acordando-se bem disposto?"

já existe. chama-se cocaína.

Pedro Espírito Santo disse...

Ui, isso é que era ! O que poderíamos fazer com todas as horas perdidas a dormir !! Só de pensar que se gasta 1 terço da vida nisso até arrepia ! Não que não seja bom dormir, mas se realmente acordássemos após uma hora com a sensação de termos dormido 8 seria bem melhor !

Em relação ao que disse Darwin, realmente só sobrevivem os mais fortes. Mas os espertos também lá se vão safando...

Abraço