terça-feira, janeiro 25, 2005

Tudo para o aspirador, alguma coisa para os olhos!

Andei pela casa, queria sentir a "obra"...sentir se depois de passar a tarde a limpar cheirava realmente a limpo. Limpei cada migalha, cada ácaro que encontrei, cada divisão da casa como se me limpasse a mim próprio dos meus erros, da minha consciência pesada, da minha falta de estudo. Procurei cheirar, mas fui obrigado a olhar, a luz. A cor. A real, e concreta imagem. Também ela inspirou limpeza. Estava limpo.

Posted by Hello


2 comentários:

ELY disse...

Hoje foi a minha vez de "limpar" não só o quarto como a minha cabeça.
Uso como uma se de uma especie de terapia tratasse.
Primeiro passo o pano, depois aspiro, arrumo tudo, faço a cama, lavo o chão, e entao remato com uma vela de algum aroma leve.
Nisto tudo coloco um som, de preferencia banda sonora, algo que me dê ritmo e simetria, pois é disso que eu necessito, e é isso que me dá alguma tranquilidade.
Espero sempre que ao limpar o pó, também limpe as minhas inquietudes, ou que pelo menos as coloque numa gaveta um tanto ao quanto organizadas.
Enfim... preciso de uma limpeza a fundo.

ELY disse...

Hoje foi a minha vez de "limpar" não só o quarto como a minha cabeça.
Uso como uma se de uma especie de terapia tratasse.
Primeiro passo o pano, depois aspiro, arrumo tudo, faço a cama, lavo o chão, e entao remato com uma vela de algum aroma leve.
Nisto tudo coloco um som, de preferencia banda sonora, algo que me dê ritmo e simetria, pois é disso que eu necessito, e é isso que me dá alguma tranquilidade.
Espero sempre que ao limpar o pó, também limpe as minhas inquietudes, ou que pelo menos as coloque numa gaveta um tanto ao quanto organizadas.
Enfim... preciso de uma limpeza a fundo.